Sexta-feira, 28 de Outubro de 2005
São dois xanax para a mesa três, por favor...
O verdadeiro inferno pela manhã é ter de partilhar o mesmo metro quadrado com a P. da criancinha de tenra idade a quem os anormais dos paizinhos tiveram a ideia peregrina de oferecer uma flauta.


publicado por Laura Abreu Cravo às 17:36
link do post | comentar |

Não se ama alguém que não ouve a mesma canção?
Esta é uma questão que, subdividida noutras, e cada vez mais, tem sido tema de conversa nos diálogos e tertúlias mais intimistas, nos jantares do Bairro, nos jantares do Guincho, e nas chávenas de chá a-toda-a-hora do escritório.
Será que somos capazes de amar e viver ao lado de alguém que sempre viveu numa outra realidade? Será o amor um catalizador tão eficaz que anula diferenças de princípio? De entre todas as diferenças quais são as realmente inultrapassáveis?
Percebi, com o passar dos tempos e algumas nódoas negras emocionais, que o amor não resolve tudo, aliás, no mais das vezes, nem sequer ajuda nada. Serve apenas de analgésico (de qualidade duvidosa) e atordoa-nos os sentidos, permitindo-nos continuar a viver num estado de semi-vigília enquanto tudo o resto se vais desmoronando e perde qualquer sentido. Quando acordamos, geralmente com uma ressaca monstruosamente acumulada, já nem nos lembramos das razões que nos levaram ao patamar onde agora estamos, e que nos parece, apenas, desconfortável, e constrangedor, como uma saia demasiado curta, que não nos cobre o suficiente para estarmos socialmente confiantes.
É este o resultado de tentar combinar pessoas com interesses e circunstancialismos totalmente distintos.
E o que é "a mesma canção"? Não me refiro, naturalmente, a questões financeiras. Mas a coisas muito mais determinantes: Carreira, ambições, valores e interesses culturais. Desisti de tentar adaptar-me a homens que não querem da vida mais do que eu, que me acham excêntrica pela mania dos livros e do jazz, a quem incomoda, mais ainda do que o interesse pela política e economia, as noites passadas no escritório ou à frente do portátil entre 38456 papéis.
Eu não sou só aquilo que sou de alguém, eu sou sobretudo aquilo que faço, e ainda mais, aquilo que quero.
E o que eu quero é um homem que eu possa admirar e que me faça querer estar em bicos de pés para chegar até ele, não alguém que eu tenha de me baixar para tentar perceber.
Descobri, que no amor, ao contrário da vida, tenho vertigens, e raramente gosto do que vejo quando olho para baixo... Pior, o mais certo é perder o equilíbrio e, invariavelmente, estatelar-me...


publicado por Laura Abreu Cravo às 17:05
link do post | comentar | ver comentários (6) |

Solidariedade Hospitalar
Este blog deseja as rápidas melhoras aos amigos doentes, constipados, engripados e pedrados (não, não é esse tipo de pedra...é no rim).
Está, desde já, prometido um jantar, no sítio do costume, com o bolo de chocolate do costume, para festejar recuperações e regressos.


publicado por Laura Abreu Cravo às 16:46
link do post | comentar |

Terça-feira, 25 de Outubro de 2005
Eu e o meu umbigo III
No fim de uma relação, não é ter perdido o outro que me marca. É ter perdido a paciência...


publicado por Laura Abreu Cravo às 17:08
link do post | comentar |

Eu e o meu umbigo II
No fim de uma relação, não é ter perdido o outro que me incomoda. É ter perdido tempo.


publicado por Laura Abreu Cravo às 10:50
link do post | comentar |

Eu e o meu umbigo
No fim de uma relação, não é perder o outro que me incomoda. É perder.


publicado por Laura Abreu Cravo às 10:48
link do post | comentar | ver comentários (1) |

Sexta-feira, 21 de Outubro de 2005
As presidenciais
Cavaco Silva anunciou ontem a sua tão esperada candidatura à Presidência da República. Efectuou um discurso sereno, virado para o futuro, e esclarecendo aquilo que, à partida, era importante esclarecer - a sua visão do cargo que se propõe ocupar e o real alcance das funções que se propõe desempenhar. É importante que o tenha feito.
É também importante que tenha dito que não corre contra ninguén, já que, nos dias que correm, todos correm contra ele, Cavaco - excepto Manuel Alegre que quer ver vingada a humilhação inflingida por um amigo e pelo partido de uma vida inteira - mesmo que isso signifique uma absoluta incongruência com o passado de muitos.
E, por falar nisso, também ontem nasceu o blogue não oficial de apoio à candidatura de Mário Soares. Fugindo à óbvia e fácil piada da idade, diga-se que estes apoiantes fizeram um óptimo trabalho ilustrativo. Soares deixa de aparecer como um simpático e inofensivo velinho, e surge agora como um renovado canalizador numa ridícula vestimenta, que, se bem me lembro do jogo, pouco mais fazia para sobreviover do que saltar por cima de pachorrentas tartarugas (onde é que eu já vi isto???)...
Não podia, ainda, deixar de dizer, que não concordo com o meu amigo Pedro. Eu não quero um presidente que tenha, como parte dos seus atributos, o " sonho", a "poesia" e o "humanismo" que faltam a Cavaco... Eu quero-o assim, tal como sempre foi : "frio e mecânico".
Eu quero um homem capaz de, eficientemente, diagnosticar e vislumbrar soluções para os males do país.
Eu quero, e Portugal precisa, de crueza e eficiência.
Sonho, Poesia e Humanismo, eu encontro no Pomar, no Julião Sarmento, no Pessoa, na Sophia e nos meus amigos, todos eles portugueses de quem gosto muito, mas que eu não queria ver na Presidência da República...


publicado por Laura Abreu Cravo às 10:54
link do post | comentar | ver comentários (3) |

Quinta-feira, 20 de Outubro de 2005

A amiga: - Mas tens a certeza de que estás bem assim, sozinha?

Ela: - Melhor do que com qualquer dos homens que conheço...

publicado por Laura Abreu Cravo às 12:01
link do post | comentar |

Culturgest e gestos de cultura
Na habitual ronda pelos blogues mais lidos, em busca de inspiração para reanimar este, ultimamente tão moribundo, deparei-me com uma realidade que, desde há muito, me vem incomodando.
A esquerda escrita e blogada, e desta vez a pretexto do DocLisboa, esfrega, mais uma vez, na cara da direita, a sua ausência dos principais eventos culturais e lambe o rótulo do analfabetismo e tecnocracia enquanto lho cola na testa.
Confesso que já não há paciência...
Eu sou de direita, e fui, neste último mês, a vários concertos, todos eles na Culturgest. Havia por lá, de facto, muita gente de esquerda, nomeadamente, uns senhores que, vestidos da sua capa da intelectualidade (e todos de preto, que é como se querem), conversaram durante todo o concerto do Hermeto Pascoal, até que lhes dei um berro (de direita e bem salazarista até), para poder ouvir um dos maiores músicos ainda vivos.
Se a direita é pouco dada a cultura, aquilo que eu tenho visto (e ouvido, até mais do que gostaria), no dito meio cultural, é que a esquerda é pouco dada a educação... e a banho!


publicado por Laura Abreu Cravo às 11:20
link do post | comentar | ver comentários (4) |

Quem tem medo do lobo mau, lobo mau, lobo mau...
Cristiano Ronaldo é acusado de ter violado uma jovem depois de (i) ter conhecido a dita jovem num espaço nocturno em Londres e (ii) esta ter, voluntariamente, acompanhado o jogador à suite de um hotel de luxo onde este se encontrava hospedado.
Ora bem, chamem-me devassa e perdida, e façam o sinal da cruz, mas... Alguma mulher, nos dias que correm, acompanha um jovem e promissor talento do futebol mundial, multimilionário e de tronco musculado, que conheceu horas antes, a um quarto de hotel, na esperança de ter uma aula de tapetes de arraiolos?


publicado por Laura Abreu Cravo às 10:46
link do post | comentar |

Laura Abreu Cravo
Em@il
Na Jukebox Mental

Pesquisar
 
Outros Venenos
31 da Armada
Revista Atlântico
Últimas Entradas

O Mel Com Cicuta acabou

Dos princípios vergados a...

Da falta de saídas profis...

O rei da selva

Vamos lá falar de coisas

O primeiro dia do nosso V...

A Corte

...

Por Deus, façam cerimónia...

Vai haver muita foto nest...

Arquivos

Outubro 2011

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

blogs SAPO
Subscrever feeds