Quarta-feira, 29 de Março de 2006

Aqui, com a cadela sentada aos meus pés enquanto leio um livro e espero que saiam da água com as pranchas para irmos beber caipirinhas ao bar.
A pele torrada e quente do sol que faz esquecer o frio marmóreo do vazio cá dentro. E depois um alpendre com boa conversa e muitas estrelas.
Ah...! E o Joel Xavier com o Ron Carter lá ao fundo.


publicado por Laura Abreu Cravo às 16:22
link do post | comentar | ver comentários (1) |

(2) My Funny Valentine
A cada reencontro ela tinha uma nova desilusão.
Acabava, invariavelmente, a olhar o mar e repensar todos os porquês. Construia esquemas mentais que justificavam as atitudes medíocres dele e racionalizavam as suas cobardias. De cada desilusão e dor profunda nascia uma teoria mais sólida e elaborada, todas o desculpavam, por uma ou outra razão.
Era a natureza dele. Ele dizia, e ela acreditava. Porque queria desesperadamente acreditar. tinha de haver uma justificação racional para continuar à espera.
Foi formatada para não acreditar em chavões nem clichés. Para desprezar as mulheres que se deixavam agredir e manobrar. Vive de acreditar que não precisa senão de si para ser feliz, e que a sua competência e capacidade lhe bastam, como armas para enfrentar o mundo.
O grande mal das mulheres ardilosas é que conseguem enganar até a si mesmas, melhor que os outros conseguiriam. Ele enganou-a muitas vezes, mas ela ajudou em todas elas. Era contra si que deveria ter lutado.
Em todos os outros homens com quem se cruzou foi encontrando defeitos, que apontou e sentenciou... mortalmente. Nenhum certamente tão grave comos os que ele tinha.
Por ele permitiu-se atropelar algumas das suas convicções mais fortes. Perdoou-lhe maldades que recusou sequer assumir que existiam, mesmo quando essas maldades a olhavam nos olhos com sorriso trocista.
Durante noites a fio chorou até adormecer, na maior parte das vezes, de raiva, dele e de si mesma.
Mas nunca se foi embora sem antes acabar calmamente o seu Wisky... com muito gelo. A única coisa que ele lhe dava sem exigir que, em troca, ela abdicasse de ser quem é.


publicado por Laura Abreu Cravo às 15:38
link do post | comentar |

O meu amigo João é que sabe
A parte boa de ter amigos como este é que, mesmo quando nós perdemos o sentido prático e cínico da vida, eles não.

No único dia do ano em que resolvi acreditar na viabilidade do amor, recebi o seguinte sms:

"Se te queres afogar, não te tortures com água rasa."

Não precisei de mais do que algumas horas para percerber que o João tinha razão.

publicado por Laura Abreu Cravo às 15:26
link do post | comentar |

Boa viagem

É tão estranho quendo o nosso porto seguro segue, ele próprio, viagem.
Vou ter saudades daquele piano, das nossas conversas, e da sua maneira genuína de gostar dos outros.
Até breve.


publicado por Laura Abreu Cravo às 14:25
link do post | comentar |

Quinta-feira, 9 de Março de 2006
Post à medida e mediante solicitação
A fotografia de Nova Yorque que aparece há quatro posts atrás é da autoria do meu amigo Henrique Burnay.
Este óptimo rapaz não só é uma fantástica companhia para viajar (sobretudo para quem tiver um bom mapa) como se revelou um surpreendente e interessante cronista de viagens (vejam o belíssimo texto sobre a Irlanda na Atlântico deste mês, já nas bancas).
E pronto! Repus o Copyright e houve direito a publicidade gratuita.
Agora, meu caro Henrique, e na lógica de a amizade ser uma "two paths road" só faltas pores um linke para o meu blog na porcaria dos teus favoritos, já lá vai quase um ano...Humpf!


publicado por Laura Abreu Cravo às 16:28
link do post | comentar |

É ter na alma a chama imensa


publicado por Laura Abreu Cravo às 16:17
link do post | comentar |

Quarta-feira, 8 de Março de 2006
Das duas, uma...
Os homens querem-se altos ou brilhantes, não se podem dar ao luxo de ser minorcas e medíocres...


publicado por Laura Abreu Cravo às 10:42
link do post | comentar |

Segunda-feira, 6 de Março de 2006
Eu também não, mas haverá novidades, em breve, num blog perto de si...


publicado por Laura Abreu Cravo às 17:18
link do post | comentar | ver comentários (1) |

Um amigo que não posta imagens no seu próprio blog, lembrou-me, gentilmente, das saudades que tenho


publicado por Laura Abreu Cravo às 17:07
link do post | comentar |

O Ex-professor Freitas do Amaral
O Ex-Professor Freitas do Amaral, não cessa, a cada instante, de nos surpreender.
Vou escusar-me, porque já nem eu aguento ouvir opinar sobre o assunto, a tecer comentários sobre o episódio dos Cartoons de Maomé, e sobre o triste facto de sermos o único país do mundo dito civilizado a receber louvores públicos do Irão.
Desta vez, o ministro alega que a falta de verba para requisição do Falcon da força aérea o terá impedido de estar presente na reunião do Conselho de Assuntos Gerais e Relações Exteriores, junto dos seus congéneres, em Bruxelas.
O estado português começa a parecer-se com as famílias de classe média que insistem em comprar carros acima das suas possibilidades e que, a partir do meio do mês, se vêem forçadas a deixá-los na garagem, por “alta de verba” para o combustível.
Será que os assessores de imprensa de Freitas lhe disseram que esta era uma boa forma de reconciliar o político com o “português médio”? Se sim, para a coisa resultar, alguém o deveria ter prevenido que o português médio chegaria ao seu destino sim, e de autocarro, daqueles apinhadinhos de povo que fede. Desta maneira, e com a história pela metade não é só parece pretensioso como é certamente ridículo.
Nada, a que o nosso ilustre ministro dos negócios estrangeiros ainda não nos tenha habituado.
Sugestão nossa: Se o problema é combustível, porque não um jogo de futebol amigável entre os membros do executivo e altos quadros da GALP? É que se a malta der ao pezinho não há quem fique pelo caminho….


publicado por Laura Abreu Cravo às 16:55
link do post | comentar |

Laura Abreu Cravo
Em@il
Na Jukebox Mental

Pesquisar
 
Outros Venenos
31 da Armada
Revista Atlântico
Últimas Entradas

O Mel Com Cicuta acabou

Dos princípios vergados a...

Da falta de saídas profis...

O rei da selva

Vamos lá falar de coisas

O primeiro dia do nosso V...

A Corte

...

Por Deus, façam cerimónia...

Vai haver muita foto nest...

Arquivos

Outubro 2011

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

blogs SAPO
Subscrever feeds