Terça-feira, 8 de Maio de 2007
Da aplicabilidade da dialéctica a conversas de café
[Ele] – Apre...! Que mau génio, esse teu.
[Ela] – Isso não é bem assim. Da primeira vez eu não tive culpa, da segunda foi praticamente inevitável.
[Ele] – Dás duas bordoadas, em dois tipos diferentes, dignas de os deitar ao chão, num espaço de 24 horas, e queres convencer-me de que não houve nem um bocadinho de animus?
[Ela] – Vê as coisas desta maneira: no caso de A eu nem sabia que estava a fazer uma maldade, na verdade, só percebi depois; E no caso de B, pôs-se tão a jeito que até uma criança de 5 anos teria feito o mesmo.
[Ele] - estás a tentar dizer-me que a maldade não existe objectivamente, que um acto não é mau em si mesmo, se não existir uma componente volitiva? Tu humilhaste-o categoricamente.
[Ela] – Eu não tinha como saber que aquilo era verdade. Fiz um juízo abstracto sobre factos desconexos, e, quando me apercebi, tudo aquilo pareciam setas teleguiadas.
[Ele] – E B? Era preciso responder daquela maneira? Tens a capacidade diplomática de um cacto e a ponderação de um elefante com fome.
[Ela] – Sabes bem que não tolero incompetentes…B tentou ser mau, mas foi ineficaz. Um pulha não pode dar-se ao luxo da ineficácia, e eu, a bem da verdade, até lhe fiz um favor. Da próxima vez ele vai, certamente, pensar num plano mais elaborado, proteger melhor os flancos.
[Ele] – És um caso perdido. Estás a tentar convencer-me que, no primeiro caso, por não ter sido propositado, o teu acto não pode ser ajuizado valorativamente, e que, no segundo, acabaste por prestar, a longo prazo, um serviço ao lesado. Com jeito, convences o primeiro a pedir-te desculpas por ter estado no teu caminho e o segundo a agradecer-te pela lição de vida.
[Ela] - Se não se importarem, era simpático.


publicado por Laura Abreu Cravo às 17:45
link do post | comentar |

Comentários:
De F.Santos a 9 de Maio de 2007 às 16:23
Apresento-lhe o meu blog: Temporal
www.temporalizar.blogspot.com

Cumprimentos,

F.Santos


Comentar post

Laura Abreu Cravo
Em@il
Na Jukebox Mental

Pesquisar
 
Outros Venenos
31 da Armada
Revista Atlântico
Últimas Entradas

O Mel Com Cicuta acabou

Dos princípios vergados a...

Da falta de saídas profis...

O rei da selva

Vamos lá falar de coisas

O primeiro dia do nosso V...

A Corte

...

Por Deus, façam cerimónia...

Vai haver muita foto nest...

Arquivos

Outubro 2011

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

blogs SAPO
Subscrever feeds