Segunda-feira, 20 de Abril de 2009
A bulha imobiliária

 
J costuma dizer que cada proprietário português acha que tem um palácio. Cada vez tenho menos dúvidas quanto à pertinência desta afirmação. Na busca recente por novo poiso para o agregado familiar, vimos de tudo. Casebres inflacionados a palacetes, T3 onde não caberiam (todos) os meus sapatos, a profusão de condições absurdas para a celebração dos contratos de arrendamento, senhorios que não arrendam casas a advogados (com medo de litigâncias futuras ou de arrendatários que, sei lá, pretendem exercer os direitos que a lei (e o bom senso) lhe conferem). Mas nada como aquela casa na lapa, perto da embaixada de França, que se fazia anunciar no site, como um t2+2 com Jardim de 120 m2.
Chegados ao prédio, avançámos pelas razoáveis assoalhadas até chegar ao jardim onde, no meio da abundante vegetação (e daquilo que deveria ser a área de lazer), desvendámos um cubo em rede de arame que fazia as vezes de galinheiro. Mais por graça do que por fé, perguntei em tom de afirmação se a fauna seguiria o seu rumo caso decidíssemos fechar negócio. A simpática proprietária informou-me que, não tendo outro local onde deixar os animais, o arrendamento teria de incluir os bichos. Que se oferecia para pagar o milho, mas queria acesso à casa duas vezes por mês para averiguar da saúde dos ditos. Ante a minha apoplexia, a senhora descomplexou a coisa afirmando que eu não me preocupasse, porque se oferecia para (juro) pagar o milho.
Naturalmente que zarpámos dali para fora bem a tempo de dar uma descompostura ao incompetente agente imobiliário que nos levou sem nos avisar que estaríamos a arrendar um par de galináceos. A vontade que eu tive de dizer que sim. E, depois, encomendar uma raposa de estimação.

 



publicado por Laura Abreu Cravo às 15:32
link do post | comentar |

Comentários:
De Isa a 20 de Abril de 2009 às 16:20
:-D
nossamaedoceu... que falta de noção...
Bjs e boa sorte aí nas buscas


De Laura Abreu Cravo a 20 de Abril de 2009 às 18:58
Já está encontrada. E vem sem "despertador natural". Boa sorte aí pelos Brazis.


De Castafiore a 20 de Abril de 2009 às 18:24
Qual cinema?
A vida é uma película carregada de situações inesperadas que tocam o inverosímil.
Contudo, acredito que seja a mais pura verdade e aposto até que não foram precisos efeitos especiais para contar a narrativa tal e qual se passou... bastou essa pièce de résistance - o galinheiro - (ou terá sido a proprietária que financiava o milho?) para que a história chegasse com vantagem ao Sundance.

No rescaldo da leitura, resta-me concluir que na Reboleira, tal proprietária e suas galinhas não teriam sido uma surpresa.
Já a Lapa, convenhamos, é sempre um óptimo local para passear.

Boa semana.


De Tiago Cardoso a 21 de Abril de 2009 às 12:36
Muito bom, mas tens de ver o lado positivo é que numa casa dessas passarias, não a vender, mas a oferecer canja para fora, e ainda não havia constipação ou gripe que não fosse devidamente curada! E ainda tens a vantagem de poder vir a poder ter uma coroa de penas, tipo indio!!!!
So fundo só vantagens...


De Laura Abreu Cravo a 21 de Abril de 2009 às 15:08
Não pensei nisso da coroa de penas. Mas, para os acessórios, acho que preferia penas de pavão.


Comentar post

Laura Abreu Cravo
Em@il
Na Jukebox Mental

Pesquisar
 
Outros Venenos
31 da Armada
Revista Atlântico
Últimas Entradas

O Mel Com Cicuta acabou

Dos princípios vergados a...

Da falta de saídas profis...

O rei da selva

Vamos lá falar de coisas

O primeiro dia do nosso V...

A Corte

...

Por Deus, façam cerimónia...

Vai haver muita foto nest...

Arquivos

Outubro 2011

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

blogs SAPO
Subscrever feeds