Quinta-feira, 5 de Novembro de 2009
Verdade ou consequência

Tenho um amigo que defende que os rejeitados ganham, no momento do repúdio, direito a tudo o resto. Que podem afastar-se do outro, rosnar-lhe até ao fim dos tempos, mudar de passeio quando se cruzarem na mesma rua, cuspir na sopa do outro, barrar-lhe com manteiga a calçada portuguesa à porta de casa na rua inclinada.

A expurgação do pecado de ter dito “não” leva tempo. Concedo. À partida, quem tem o domínio do facto estará em melhores condições para lidar com as consequências do que aquele que está ocupado a tentar sobreviver à dor de cotovelo. E também me parece óbvio que a transformação do desejo em despeito é um percurso natural para atenuar fragilidades.

Só me parece que das prescrições permitidas deverá estar claramente excluída a mentira. Que o infeliz queira fazer vudu com a fotografia da contraparte faltosa eu até percebo. Que enforque o outro nos seus desenhos vezes sem conta, que o odeie por não querer. Mas não minta, não dissemine inverdades criando de si a imagem da pureza preterida. Porque preterir o indesejado não significa preferir o mal ao bem. Quando o enjeitado mente, não odeia o outro: odeia a verdade. A verdade que, a partir daquele momento, é a da sua pequenez.



publicado por Laura Abreu Cravo às 14:59
link do post | comentar |

Laura Abreu Cravo
Em@il
Na Jukebox Mental

Pesquisar
 
Outros Venenos
31 da Armada
Revista Atlântico
Últimas Entradas

O Mel Com Cicuta acabou

Dos princípios vergados a...

Da falta de saídas profis...

O rei da selva

Vamos lá falar de coisas

O primeiro dia do nosso V...

A Corte

...

Por Deus, façam cerimónia...

Vai haver muita foto nest...

Arquivos

Outubro 2011

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

blogs SAPO
Subscrever feeds