Quinta-feira, 7 de Janeiro de 2010
E já que falámos do sagrado instituto do matrimónio

Quantos daqueles senhores simpáticos e anónimos que vieram cá dizer que eu devia ser excomungada e ostracizada pela Igreja Católica por defender o casamento civil e adopção de crianças por casais homossexuais é que estão dispostos a ter uma conversinha franca sobre o adultério, hun?

Bem me parecia.

É que eu vou precisar de parceiros para o Bridge quando estiver a arder no Inferno por não querer discriminar pessoas pela sua orientação sexual, está bem?

 



publicado por Laura Abreu Cravo às 10:29
link do post | comentar |

Comentários:
De Carlos C. I. a 7 de Janeiro de 2010 às 12:01

Olhe inteligente e linda (penso, a menos que seja uma gorda, eh eh)Dra. ,da minha parte e não tendo infelizmente o prazer de a conhecer pessoalmente e de lhe dizer isto in loco vocis, embora por acaso precise de recorrer a um advogado por causa de um dos meus inquilinos, agora, os meus anteriores comentários aqui no seu Blog não foram de discriminação para com as lésbicas, maricas e gays, agora não invertamos è as coisas e tratemos como normal e natural aquilo que a sábia Natureza diz que não é.

Por muitos que os actuais mass.merdia, com a ditadura cultural que nos querem impor, nos tentem convencer que é, não é, e a Natureza é que sabe!






De fcl a 13 de Janeiro de 2010 às 17:47
Claro, Carlos C.I., excelente argumento (o I será de "inteligente"?).

O único senão é q a homossexualidade já está estudada e comprovada em muitas espécies animais, mas - EM NENHUMA - se encontrou o celibato deliberado. Resta, pois, concluir q, se há aberração e atitude contra-natura, os senhores das sotainas são destas o maior exemplo.

Cumps


De Lourenço a 8 de Janeiro de 2010 às 12:38
O argumento da "natureza" é o meu preferido.

(Bem-vinda de volta, Laura.)


De Carlos I. a 8 de Janeiro de 2010 às 16:40
Não, negativo. A Natureza não é argumento, é facto. E contra factos não há argumentos.


De Duvida Metódica a 9 de Janeiro de 2010 às 16:41
Tem a certeza que a adopção entra nesse conjunto?


De Ivone Gravato a 11 de Janeiro de 2010 às 14:08
Na mouche!


De middlemay a 11 de Janeiro de 2010 às 18:40
(...)
Acto contínuo, os encalhados na vida e os mal resolvidos que são mormente os mais assíduos na lastimável verborreia discricionária.

P.S
O template deste blogue é lindo!


De samartaime a 13 de Janeiro de 2010 às 00:10

... e o sorriso do cão? Insuperável!


De António Parente a 13 de Janeiro de 2010 às 11:51
Afinal, parece que é uma católica religiosamente correcta: considera a homossexualidade e o adultério ao mesmo nível, isto é, como um pecado grave.


De Vânia Leça a 13 de Janeiro de 2010 às 14:07
Acho muita piada que existam pessoas a discutir aqui a "lógica da batata"!Será "NATURAL" as pessoas andarem a matar outras, a violar outras, a fazer mal uns aos outros?É isso que para a Natureza é considerado como facto?
Oh meus senhores...vamos lá abrir os olhos...quantas vezes o nosso Mundo não deu voltas e evoluiu com base em coisas que não eram consideradas naturais", inicialmente?
A discriminação já não é, por si só um acto "natural"!
Desculpem-me o excessivo uso dp termo "natural",mas...


De Mia a 20 de Janeiro de 2010 às 11:27
O que eu acho natural, é a liberdade de cada um. É cada um poder fazer o que lhe apetece, seja homossexualidade, seja adultério, seja o que lhe apetecer. Casamento, só casa quem quer. O que está na moda é o desuso do casamento. Agora aparecem um conjunto de pessoas que se intitulam superiores, todos eles são boas pessoas, não existem criminosos, nem pessoas de má fé e até querem voltar ao tempo antigo, de instituírem a moda do casamento. Tenham lá santa paciência, casar para quê???? Para mostrarem que são iguais aos outros. NÃO SÃO. Vocês são muito diferentes e fazem parte de uma minoria. Em qualquer país democrata a vontade da maioria seria respeitada. Mas no País do Sócrates isso não é possível.


De sonia a 27 de Janeiro de 2010 às 23:49
Natural é o que aparece na Natureza... se a natureza cria um homossexual então temos de o aceitar enquanto natural! Perde-se tanto tempo a tentar descobrir a naturalidade e correcção da homossexualidade quando há coisas bem mais importantes para discutir... ainda me hão-de dizer que mal vem ao mundo por este ou aquele ser homosseuxal, é de gente cega ou então sem mais que fazer da vida...


Comentar post

Laura Abreu Cravo
Em@il
Na Jukebox Mental

Pesquisar
 
Outros Venenos
31 da Armada
Revista Atlântico
Últimas Entradas

O Mel Com Cicuta acabou

Dos princípios vergados a...

Da falta de saídas profis...

O rei da selva

Vamos lá falar de coisas

O primeiro dia do nosso V...

A Corte

...

Por Deus, façam cerimónia...

Vai haver muita foto nest...

Arquivos

Outubro 2011

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

blogs SAPO
Subscrever feeds