Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mel Com Cicuta

Without the aid of prejudice and custom I should not be able to find my way across the room. William Hazlitt

Without the aid of prejudice and custom I should not be able to find my way across the room. William Hazlitt

Mel Com Cicuta

23
Out08

Wolf like me

Laura Abreu Cravo

 

É claro que nunca conhecemos realmente um homem (ou mulher) apaixonado. Primeiro, porque aquilo que nos é dado a conhecer é a criatura (e matéria) filtrada pelo objectivo fixo da conquista; segundo, porque o estado semi-febril do enamoramento (do próprio ainda que não correspondido) se encarrega de esconder o que o objectivo de conquista não pré-determinou. Se as duas pessoas se apaixonam simultaneamente, estes efeitos anulam-se; se calha uma delas estar a assobiar para o ar enquanto a outra verte sonetos, convém estar preparado. Antes de mais porque a rejeição tem ligação directa para o ego ferido (o que leva a que certas almas se sintam legitimadas a debitar enormidades e agir como animais) e depois porque, passado o fervor inicial da paixão enfatuada, o objecto torna-se um alvo apetecível para uma espécie de descarrego emocional de dignidade reduzida.
Ao contrário de outros pedaços da Criação, não reconheço grande utilidade (sequer de compensação hormonal e auto-estima) à dimensão do séquito de não correspondidos que se traga arrastado vida fora — em matéria de tara coleccionadora tendo a preferir sapatos; Contudo não deixa de me espantar o que alguns estão dispostos a fazer para se manter no panteão.
O amor não correspondido é coisa injusta, mas a traição e exposição gratuita do outro (a quem se proclamou infundadamente a fidelidade eterna) tem tanto de inevitável como de patético. O que vale é que, mais tarde ou mais cedo, até o cordeiro mais pequeno e manso despe o manto para se fazer lobo.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Laura Abreu Cravo

Em@il

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2009
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2008
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2007
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2006
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2005
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D